Postagens

ESCOLA SEM PARTIDO: ELIMINAÇÃO DAS IDEOLOGIAS NO ENSINO OU HEGEMONIA DE UMA?

"Ella nació en un cuerpo equivocado Atrapada en piel de hombre y una mente de mujer No eres normal, berreaban los demonios Le robaron la sonrisa innata de la niñez Libre, sueña ser libre Entre mofas y exclusión Quiere ser libre, del todo libre Y obedecer al corazón"
SKA-P - COLORES





O QUE É E QUEM DEFENDE O ESCOLA SEM PARTIDO
Um dos temas que tem causado maior quantidade de debates por todo o meio acadêmico, em todas as áreas, desde o ensino infantil até o as universidades é o projeto “Escola Sem Partido”. De um lado, pessoas acusando professores de diversas áreas da educação de praticarem a chamada doutrinação ideológica; de outro, estudantes e professores defendendo aquilo que chamam de liberdade de cátedra como um dos pilares da liberdade de expressão. Para se compreender o que está em discussão, devemos nos perguntar: o que é o Escola Sem Partido? Quem são os principais atores políticos que reivindicam a implementação do projeto? Que ideias defendem seus precursores? De acord…

TRABALHO SOB A ÉGIDE NEOLIBERAL: A PRECARIEDADE COMO NORMA

Imagem
Os voy a recordar
Quien paga aquí las pensiones 
La dependencia La escuela o la sanidad
El héroe esto anónimo de clase de obrera
Que de su humilde cartera
Se hace el estado del bien estar
Ska-p.
ESTE É MEU ARTIGO NA ÚLTIMA EDIÇÃO DA REVISTA FILOSOFIA, CIÊNCIA E VIDA, JUNTO COM MEU AMIGO E INTELECTUAL ANDRÉ STUCHI A RESPEITO DA PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO
TRABALHO SOB A ÉGIDE NEOLIBERAL: A PRECARIEDADE COMO NORMA 
A primeira onda neoliberal que varreu o mundo dos anos 1970 a 1990, é coetânea, não aleatoriamente, do desmonte do agente hegemônico do bloco socialista, a URSS, que vê suas crises e contradições internas se agudizaram no decorrer dos anos 1980 e a derrocada em 1991. Nesse contexto, a reação dos governos da Europa ocidental, com especial enfoque na Inglaterra, será a de alívio. Pode-se notar que o avanço do processo de precarização e da ideologia neoliberal caminham num momento de convergência de muitos fatores: a) a crise estrutural do Capital, iniciada na década de 1970 e que tem como f…

Como cheguei ao Ska-p?

Sou um brasileiro comunista e acima de tudo antifascista. Estava procurando bandas que correspondessem exatamente com o que penso. Também simpatizava com o movimento skinhead RASH, os comunistas e anarquistas unidos contra o fascismo. Foi assim que primeiramente cheguei à banda Redska, uma banda de ska punk italiano que contém belas letras contra o fascismo, o racismo, a xenofobia, homofobia, machismo, etc, ao passo que também simpatizava e simpatizo com o time Livorno, cuja história junto com a da população da cidade, é marcada pela resistência ao fascismo de Mussolini.
  Uma ferramenta que me possibilitou chegar ao Ska-p foi o spotify (felizmente ou infelizmente), pois procurando bandas relacionadas, nenhuma correspondia exatamente ao que eu procurava. Foi quando vi Ska-p, uma banda cuja capa no app não me agradava e eu sempre relutava para clicar. Foi quando cedi a insistência dessa capa sempre aparecendo na minha frente, e resolvi escutar, o título da primeira música me chamou a…

História da banda Ska-p (parte 2)

Imagem
2004




Acaba de sair o novo CD ao vivo, chamado INCONTROLABLE, que além de contar com 16 músicas gravadas ao vivo por toda a Europa, acompanha um DVD com 13 temas gravados em Nyon (Suíça) e Paris (França). Ademais, incorporam-se todos os videoclipes da banda e imagens na última turnê. Tinham planejado também gravar na América Latina, mas por problemas de saúde e tempo não pôde ser possível. Em dezembro do ano de 2004, trabalharam em cima de um novo disco que esperavam gravar em 2005.
2005


(tour de despedida Chile)

Um ano muito, muito ruim. Ano em que a banda decide parar. Seria algo definitivo? Não sabiam, mas necessitavam parar. Pulpul tomou a iniciativa de parar, pois com todo o trabalho intermitente, todos precisavam de um tempo para si e cuidar de suas famílias, dando liberdade para os outros poderem tocar com a banda, se quisessem* (*observação minha tirada de outras fontes). Lamentavelmente, não lançariam as canções já compostas, precisamente para poder descansar, disfrutar da companhia…